• secretaria@essl.pt
  • 256 837 550

Em 1930, a Comissão de Iniciativa do Parque (CIP) leva a efeito uma recolha de donativos destinada à construção de uma Capela no lugar de Monte Peão, um projeto que incluía a arborização da zona envolvente, criando o Parque que hoje conhecemos.

 

12

 

Foram surgindo novas ideias e propostas.
Em 1936 a CIP começa a angariar verbas para a construção de uma escola neste lugar.


A ESCOLA DO PARQUE

3

 

A ESCOLA DO PARQUE foi construída com donativos que chegavam de vários locais de Portugal, do Brasil, de África…

Em todas as suas edições, o Jornal O Regional passou a publicar a lista dos beneméritos e das verbas ou objetos oferecidos.

Custo total da obra:

67 005$38

- aproximadamente 350 €

4

Para além da Capela, foi construída a Casa do Guarda e foi arborizado o Parque, onde ainda encontramos a ponte, também esta oferecida por beneméritos.

5

6

 

Em 27 de novembro de 1938 foi inaugurada a nova escola, com pompa e circunstância, sendo alvo de notícia em jornais locais e nacionais.

 

7

Descrito nas páginas d’O Regional da época como «um edifício cómodo, salubre e higiénico», incluía duas salas, uma para raparigas e outra para rapazes, átrios, casas de banho e o seu recreio era «espaçoso e belo».

8

Por volta de 1970, o edifício da ESCOLA estava bastante degradado. Além disso, já não eram suficientes apenas as 2 salas.
Então, no terreno atrás, começou a ser construído o edifício que é agora a nossa Escola.

9

1973 – Começa a funcionar o novo estabelecimento: 12 salas de aula e um pavilhão com um tanque de aprendizagem de natação.
Mais tarde foram construídas mais 2 salas.
O Conselho Escolar passou a integrar os docentes da Escola da Quintã, hoje Academia de Música.
Na antiga numeração das Escolas de S. João da Madeira a Escola do Parque assumiu o nº 1.

11

Em 1998, sessenta anos passados da existência da Escola do Parque, o projeto «Uma Escola - Uma Vida» (desenvolvido pelas professoras Ana Mota e Isabel Pinho) assinalou a data juntando, no mesmo lugar, antigos e novos docentes e alunos (incluindo as primeiras professoras e os primeiros alunos e um elemento da CIP), numa recordação carinhosa da Escola, das pessoas e dos anos aqui passados.

12

Em 2003, a EB1/JI do Parque inclui 10 salas de 1º ciclo e 3 do pré-escolar, dentro do mesmo edifício. Há vários anos, integra, ainda, o ATL «Gente Miúda», valência essencial da nossa escola.

2008, ano muito importante da EB1/JI do Parque: comemoram-se os seus 70 anos e mais importante ainda, é inaugurado o novo edifício do JI, em 8 de outubro. Construído de raiz, apresenta uma arquitetura moderna, acolhedora, colorida. É composto por três salas de atividades, uma do prolongamento de horário, refeitório próprio, polivalente, etc.

14 

15 16 17 18 19 20

erasmus

 Erasmus

 
Em atualização
Deco1

Deco Jovem

 
ami

Escola Amiga dos direitos humanos

 
Em atualização
parlamento

 Parlamento dos jovens

 
O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República dirigida aos jovens dos 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico e do Ensino Secundário, que culmina com a realização de duas Sessões Nacionais no Parlamento. Este projeto parlamentar pretende, grosso modo, incentivar o interesse dos jovens pela participação cívica e política e sublinhar a importância da sua contribuição para a resolução de questões que afetam o seu presente e o futuro individual e coletivo.
O programa desenvolve-se em três fases – escolar, distrital e nacional -, abarcando diversas etapas que pretendem, no fundo, espelhar o trabalho dos deputados representativos de todas as faces políticas em nome da nação – PORTUGAL.
CE

 Clube Europeu

 
O Clube Europeu AESL e a Europa é um clube dinamizador de atividades no domínio da Dimensão Europeia da Educação. Tem a finalidade de contribuir para a formação de jovens estudantes conscientes dos seus direitos e deveres, dispostos a intervir direta e indiretamente no projeto da construção europeia, à luz dos Direitos Humanos e dos valores da Democracia.
eco2

 Eco-Escolas

 
O Programa Eco-Escolas é um projeto internacional da Fundação para a Educação Ambiental e que é desenvolvido em Portugal, desde 1996, pela Associação Bandeira Azul da Europa. A iniciativa pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pela escola, no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade.