Esta visita de estudo foi realizada no âmbito das disciplinas de Português, Físico-Química e Ciências Naturais, proposta pelas docentes Clarinda Almeida, Dina Sarabando, Rosa Pinho e Susana Oliveira com o objetivo de aprofundarmos os nossos conhecimentos, de acordo com as matérias lecionadas nas diferentes disciplinas, e enriquecer a nossa bagagem cultural através da exploração de diferentes espaços de identidade nacional.


Assim, no dia 24 de abril de 2017, pelas 8h15, saímos da escola com destino à cidade do Porto. No autocarro seguiam os alunos das turmas do oitavo ano – turmas A e B, os quais aguardavam com grande expectativa esta visita, já anunciada há bastante tempo.
Pelas 9h30, chegámos ao Porto, especificamente ao Jardim Botânico da cidade. Este situa-se nos jardins da Quinta do Campo Alegre ou Casa dos Andresen, o qual terá sido adquirido e recuperado pelo avô de Sophia de Mello Breyner, em 1895. Contudo, em 1949, tornou-se propriedade do Estado, tendo sido convertida, em 1951, em jardim Botânico do Porto.
Durante a visita guiada ao Jardim Botânico, pudemos explorar a biodiversidade da flora que se encontra nos diversos ecossistemas distribuídos pelos seguintes recantos: jardim histórico, jardim de suculentas, zona de estufas de plantas tropicais e subtropicais, área de lagos com plantas aquáticas e o parque com uma coleção de gimnospérmicas. Além disso, foi interessante a relação que os guias foram levando a cabo com as narrativas de Sophia de Mello Breyner, inspiradas no espaço a ser visitado, nomeadamente a “Saga”, conto estudado nas aulas de Português que refere as aventuras do avó da nossa autora.
Ao fim de visita ao Jardim Botânico e ainda antes do almoço, seguiu-se a nossa 2.ª aventura: a visita ao World of Discoveries. Este espaço é um Museu Interativo e Parque Temático que reconstrói a fantástica odisseia dos nossos navegadores portugueses, que partiram, deste país minúsculo mas não intimidado, à descoberta de um mundo desconhecido. Nesta visita, o que mais nos marcou foi, sem dúvida, poder “embarcar” rumo à descoberta de… tantos espaços, colocando-nos na pele dos nossos marinheiros do passado. Nesta mesma parte da visita, aprendemos sobre a História de Portugal nomeadamente acerca da época dos Descobrimentos, observámos os vários tipos de embarcação usados pelos marinheiros portugueses que foram evoluindo, conforme nos foi referenciado, de acordo com o progresso da própria Humanidade e a capacidade da mente humana: a barca, o barniel, a caravela latina, a nau, a caravela armada e o galeão. Esta experiência permitiu-nos aprender sobre a odisseia de Portugal e sobre os instrumentos de navegação utilizados pelos marinheiros daquela altura. Por fim, importa referir que se relaciona com a obra que estamos a trabalhar na disciplina de Português, “Aquilo que os olhos veem ou o Adamastor”, que também retrata a aventura dos marinheiros portugueses na época dos Descobrimentos.
Além disso, a viagem que nos foi proporcionada, de barco, permitiu-nos encarar a figura do Gigante Adamastor/Avantesma, assim como viajar por diferentes continentes e países e vislumbrar as diversas descobertas dos lusitanos, ao longo dos tempos.
Por volta das 13h00, saímos do Museu para um digno e merecido almoço. Este momento proporcionou um alegre e saudável convívio entre todos, alunos e professoras, no “Arrábida Shopping”.
Pelas 15h00, dirigimo-nos para a Casa da Música, a nossa última aventura do dia. O edifício da Casa da Música, projetado pelo holandês Rem Koolhaas, é, sem sombra de dúvida, um edifício com uma arquitetura única, em estilo e convenção estética diferentes. Durante a visita guiada, pudemos observar, minuciosamente, o edifício, as diferentes salas de espetáculo, bem como os materiais utilizados na sua construção e isolamento acústico, conseguindo proporcionar uma experiência, em termos sonoros, muito diferente das outras.
Às 17h30, era chegado o momento de regressarmos. Chegava ao fim a nossa missão por terras portuenses. Foi, com certeza, um dia em cheio!
Por fim, pelas 19h00, chegámos à nossa escola, exaustos mas felizes, por esta nova e inesquecível visita. Esta (e outras visitas de estudo) permitiu-nos alargar os nossos horizontes, completar e aprofundar os nossos conhecimentos e aprendizagens e, por isso, só temos de agradecer às nossas professoras por nos possibilitarem estas novas experiências que nos fazem crescer.

 

Para veres mais fotos, clica na ligação seguinte:

8º ano - Visita de estudo ao Porto

 

AN 8 porto