No passado dia 15 de junho, realizou-se o VI Meeting Jovem de Cantanhede, no Complexo Desportivo de Febres, em Cantanhede, que contou com a presença da seleção de Aveiro de infantis. Do coletivo aveirense faziam parte dois atletas do Agrupamento de Escolas Dr. Serafim Leite: Francisco Alves, que se sagrou campeão nos 60m barreiras, com a marca 9,72, mas com o vento a +2.8, o que não permite bater o record distrital (9,76), e Kevin que alcançou a terceira posição do pódio, no salto em altura, com a marca de 1,40.

No dia catorze de junho, no âmbito do projeto Eco_Escolas, docentes e alunos de diferentes anos de escolaridade, estiveram envolvidos numa ação de limpeza da Praia do Torrão do Lameiro. Esta atividade teve o acompanhamento do Dr. Paulo Silva, técnico do Serviço de Resíduos e Gestão Ambiente da Câmara de Ovar, que começou por sensibilizar o grupo para a necessidade de se preservar os oceanos e diminuir o impacto Humano neste ecossistema, integrando-se, assim, esta ação na Atividade de Educação Ambiental (AEA) – Salva a Tua Praia.

Os alunos da turma C do 8º ano, com ajuda da professora de Ciências Naturais, Graça Rodrigues, da Escola Secundária Dr. Serafim Leite, dinamizaram uma atividade chamada “Reciclagem Colorida”.
Esta atividade estava enquadrada no projeto Eco_Escolas, cuja ideia principal consistia na decoração de “recipientes” amarelos. O objetivo deste trabalho era promover a reciclagem do plástico e incentivar as pessoas a fazê-lo.

Os alunos dos Cursos Científico-Humanísticos de Artes Visuais e de Economia (11.º B), do nosso estabelecimento de ensino, aquando do estudo das obras, nas aulas de Português, de dois ícones da Literatura Portuguesa, “Amor de Perdição” (Camilo Castelo Branco) e “Os Maias” (Eça de Queirós), arregaçaram as mangas e construíram guiões teatrais dando a conhecer as maravilhas destas grandiosas narrativas de relance universal, qual “Romeu e Julieta”…

De novo, e pela última vez neste ano letivo, os nossos deputados municipais serafinenses foram chamados à Assembleia Municipal Jovem, no dia 29 de maio.
E se, por um lado, estes jovens se apresentaram para defender, de modo pertinaz, os interesses de S. João da Madeira, de igual forma (mas também mais “umbilical” e fiel), defenderam e dignamente representaram o nosso Agrupamento!

Durante o trabalho de preparação da edição da oferta formativa do AESL, a ser publicada nos jornais "Labor" e "O Regional", no dia 13 de junho, solicitamos a três antigos alunos da Serafim Leite que prestassem um depoimento sobre a sua frequência desta escola. Na impossibilidade de publicarmos esses depoimentos na íntegra, nos referidos jornais, aqui os publicamos, com um agradecimento pela disponibilidade que revelaram. A sua voz é o melhor testemunho do que é "ser Serafim". 

Os repórteres especiais, Maria Beatriz Vilar, Sara Oliveira e Samuel Silva, do “Agora Nós”, foram ao encontro dos alunos do Agrupamento de Escolas Dr. Serafim Leite, a fim de conhecerem a opinião destes relativamente à sua viagem àquela que foi considerada, por muitos, a verdadeira Vila Romântica portuguesa.

No passado dia 28 de maio, as turmas B e C , na aula de Educação para a Cidadania, receberam Cláudia Azinheira, representante do despoJÁ-te, um projeto para “deixar o mundo um pouco melhor”. Esta atividade é dinamizada pelos escuteiros do agrupamento 1282 de São João da Madeira.

No âmbito do trabalho desenvolvido no projeto "Água", os alunos do 1.ºA e 4.ºB da EB1 do Parque, juntamente com as suas professoras titulares, vêm por este meio convidar toda a comunidade sanjoanense a visitar a exposição patente na Biblioteca Municipal de S. João da Madeira, de 6 a 25 de junho de 2019. Partindo da leitura das obras "A Menina Gotinha de Água" de P. Carlos e "A Árvore Generosa" de S. Silverstein, os alunos exprimiram, através das artes plásticas, a sua interpretação do texto. Esta atividade contou com o apoio da Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Dr. Serafim Leite.

“DNA fingerprint na procura dos culpados”

O auditório da Escola Básica e Secundária Dr. Serafim Leite foi o palco escolhido para um episódio digno de uma série televisiva de investigação, ao estilo CSI-S. João da Madeira, no dia 30 de maio pelas 11horas. Conduzidos pelo investigador da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa (Porto), Professor Rui Magalhães, os alunos da disciplina de Biologia e Geologia das turmas A dos 10.º, 11.º e 12.º anos partiram em busca do(s) culpado(s).