No passado dia dois de dezembro, o Agrupamento de Escolas Dr. Serafim Leite teve o privilégio de assistir à apresentação do livro «UMA MULHER NO TOPO DO MUNDO».Esta obra retrata a vida de Maria da Conceição, uma portuguesa que, tendo sido abandonada pela mãe aos dois anos, foi criada por uma senhora viúva, muito pobre, já com seis filhos. A morte prematura da sua mãe adotiva traçou o caminho da sua vida que a levou ao Dubai, como hospedeira de bordo. É numa das escalas entre voos no Bangladesh que Maria da Conceição se depara com a miséria em que vivem cerca de 15 milhões de habitantes na capital, Dhaka.


A sua infância difícil deu-lhe uma força inabalável para ajudar a quebrar o ciclo de pobreza em que vivem milhões de pessoas nos bairros de lata dessa cidade.
«(…) quando caminhavam pelas ruas de terra batida do bairro e de entre as crianças que estavam na rua destacava-se ‘um bebé muito sujo, sem roupa, cheio de ranho e moscas na cara’ que Maria pegou ao colo. ‘Perguntei-lhe porque pegou naquela criança em particular e ela disse: Peguei na criança mais imunda porque esta é aquela que ninguém vai querer pegar. Isso é o que eu sinto em relação a mim.’» (pág.56)
A escalada do Evereste, que dá título a esta obra, é apenas mais um dos apelos desesperados de Maria para conseguir apoios para a fundação que criou com o nome da sua mãe adotiva: «Maria Cristina Foundation».
Exemplo de um amor ao próximo e de um espírito de solidariedade ímpar, Maria da Conceição continua a superar-se em constantes desafios com um único objetivo – divulgar a sua fundação e arranjar dinheiro para tirar de uma vida de miséria as 131 crianças a quem prometeu dar educação.
No final da apresentação do livro, por Daniela Mira e Maria da Conceição, os alunos e professores tiveram oportunidade de fazer perguntas à autora do livro e de adquirir exemplares autografados. Foram também entregues desenhos feitos pelos alunos da nossa escola que serão entregues aos meninos do Bangladesh.
Para as cerca de 120 pessoas que assistiram à palestra, esta foi, sem dúvida, uma oportunidade única de conhecer alguém que está, verdadeiramente, no «Topo do Mundo».
«Fiquei impressionadíssima com a coragem da Maria da Conceição»; «Não sabia que havia meninos tão pobres no mundo!»; «Adorei ouvir a história da Maria da Conceição» - estes são alguns dos comentários dos alunos.

Cláudia Proença (Coordenadora do projeto EADH da Amnistia Internacional)

1a IMG 1625