Decorreu, hoje, no palco da Casa da Criatividade, a conferência de imprensa de apresentação da décima terceira edição do Festival de Teatro de S. João da Madeira. Às ordens da encenadora Manuela Balseiro, apresentaram-se, na boca de cena, quatro atores, representando quatro personagens: Jorge Sequeira, no papel de Presidente da Câmara, Anabela Brandão, como Diretora do Agrupamento de Escolas Dr. Serafim Leite, a anfitriã Gisela Borges, da Casa da Criatividade, e Cristina Reis, do projeto "Espaço Aberto". Cenário simples: uma cadeira, diferente das doze cadeiras anteriores, porque, neste Festival, nada se repete, a não ser o entusiasmo dos que o fazem.


Na plateia sentaram-se algumas dezenas de atores-espetadores, entre jornalistas, representantes dos grupos de teatro e atores, equipa técnica da Casa, e quem mais quis assistir ao primeiro ato.
Na sua fala de abertura, a atriz Anabela Brandão referiu-se às escolas e aos grupos que fazem o Festival, falou do cansaço e da sua teatral superação terapêutica, porque “fazer teatro é um gosto”. A “deixa” ficou para Jorge Sequeira, “aquilo que acontece em S. João da Madeira não acontece em mais lado nenhum”, porque só aqui se compreende e se cumpre “a missão de educar através do teatro, combatendo o isolamento e trabalhando pela inclusão social através da arte”. E prometeu: “vamos recolher os textos das peças, porque são peças originais, vamos transformá-las em património, porque é de património que se trata”. Este ano são vinte e quatro peças em locais tão diversificados como uma fábrica, os Paços da Cultura, a Casa da Criatividade e até os autocarros do TUS! A personagem Cristina Reis, depois de concluir que “pelo Festival de Teatro estamos a chegar ao ser humano”, aproveitou para publicitar a próxima edição de “Palcos e Cenas”, uma realização paralela ao festival e que, este ano, decorrerá num espaço comercial, com o tema “Tecer a vida”, um trabalho a orientar pela professora Teresa Margarida Brandão. Gisela Borges, no papel de contrarregra, falou dos bastidores, do aliciante e exaustivo trabalho de programação e manifestou total confiança na equipa da Criatividade, convencida de que “todos irão fazer o melhor”. Depois, mostrou o programa e falou dos locais e das formas de adquirir os bilhetes.
Está tudo a postos! Vamos ao Teatro!

Celestino Pinheiro

FT1 IMG 6198

 

FT IMG 6198

 

FT2 IMG 6198


Blogue da Biblioteca Escolar

Memórias da Serafim

  • Os passeios da escola.

    Oct 4, 2020

    Os passeios da escola. Desde o início a escola praticou os passeios. Mais ou menos educativos, mais ou menos lúdicos, a escola sempre saiu dos seus muros. Aqui ficam três registos. Na foto em destaque em passeio a Montalegre, 29 de junho de 2003,[…]

    Read more...
  • Os finalistas de 1972/73

    Sep 23, 2020

    Os finalistas de 1972/73

    Read more...
  • Os livros de finalistas

    Sep 22, 2020

    Os livros de finalistas Estas publicações anuais eram excelentes registos para memória futura das realizações culturais levadas a cabo e, ao mesmo tempo, indeléveis assentamentos dos nomes e faces das gerações que passavam pela escola. No exemplar que agora se digitaliza, cuja oferta muito[…]

    Read more...
  • Os deveres do aluno

    Sep 14, 2020

    Os deveres do aluno No tempo do Estado Novo os deveres do alunos eram bem divulgados. Da ficha dos alunos constava a lista que se mostra. Atuais, ou não, eis um registo numa caderneta de um aluno que se extraiu do excente facebook dos[…]

    Read more...
  • As Fichas

    Sep 14, 2020

    As Fichas De uma escola se espera recolha de dados permanente. Em outras eras as coisas eram mais românticas, mais palpáveis. Hoje as fichas foram substituídas por tabelas exel, mais completas mas também mais assépticas. Aqui ficam dois exemplos, devidamente ocultados, porque[…]

    Read more...

Por aqui...

Temos 86 visitantes e 0 membros em linha