Finalmente, Casa da Criatividade cheia como um chapéu. Nestes últimos dois anos, umas vezes vimo-la vazia, outras meio vazia, com o cadeirame abraçado por umas cintas horríveis, a impedir que nos sentássemos juntinhos. Mas, desta vez, a sala vez estava cheinha, para ver muitos chapéus e muitas pessoas com chapéus na cabeça e muitas cabeças com chapéu.


No palco desfilaram Os Serafins, grupo de teatro, para colaborar nas celebrações do aniversário da emancipação concelhia. E, para isso, nada melhor do que falar de chapéus, ou não fosse S. João da Madeira a terra deles, desde o longínquo século XIX. O espetáculo imaginado pela professora Lurdes Gual foi uma celebração ao chapéu, nas suas muitas vertentes, porque um chapéu não é apenas aquele objeto que alguns, cada vez menos, colocam sobre a cabeça. Um chapéu foi, e é, também, o fruto do trabalho dos homens a quem João da Silva Correia dedicou a sua obra maior, Unhas Negras. Unhas queimadas pelos ácidos que enformavam os chapéus.  Foi também neles que outros homens viram uma oportunidade de afirmarem o seu espírito de iniciativa. Chapéus cobriram cabeças de figuras famosas, de humildes homens e mulheres, de atrizes  e de atores, ditando modas e dando-lhe novos significados, numa espécie de “diz-me o que colocas sobre a cabeça e dir-te-ei quem és”. Foi uma longa e multifacetada viagem, cruzando a História de S. João da Madeira com a outra História, mais vasta, que engloba o paneta inteiro e que une o passado ao presente. Ainda se fazem chapéus em S. João da Madeira!
E como foi possível fazer tal viagem? Através de um guião que incluiu músicas e danças, cenas representadas pelas atrizes e atores do grupo, projeção de imagens alusivas e, sobretudo, muito talento e um enorme sentido de dedicação por parte de todos aqueles que estiveram envolvidos no projeto. “Em menos de um mês fizemos isto tudo”, diria a professora Lurdes já a recuperar da exaustão “de uns bastidores onde se viveu um incrível frenesi”.
Mas foi bonito. O público aplaudiu de pé. Atrizes, atores e equipa técnica abraçaram-se. E a sala esvaziou-se lentamente, já a sonhar com o regresso em abril, “nessa altura esperamos estar aqui de novo, para o festival de teatro”.


Celestino Pinheiro

Para ver todas as fotos, incluindo a ficha técnica, clique em 

"Chapéus há muitos!"

 

AN chapeus

 

AN chapeus1

 

 


Blogue da Biblioteca Escolar

  • 2.º Encontro Nacional AFC no Europarque

    May 25, 2022

    2.º Encontro Nacional AFC no Europarque A Rede de Bibliotecas Escolares está presente no 2.º Encontro Nacional Autonomia e Flexibilidade Curricular, que decorre nos dias 24 e 25 de maio, no Europarque, em Santa Maria da Feira. A Biblioteca do AESL também lá está. Acompanhe o “2.º[…]

  • História do Livro Activo

    May 21, 2022

    História do Livro Activo A Pré da EB de Fundo de Vila fez uma visita à biblioteca escolar do AESL – participou no reconto da “História do Livro Activo” e visitou à exposição com os trabalhos realizados pelas crianças!!! Sem dúvida uma manhã bem[…]

  • 5 de maio, Dia Mundial da Língua Portuguesa

    May 10, 2022

    5 de maio, Dia Mundial da Língua Portuguesa Para comemorar o Dia Mundial da Língua Portuguesa, o Plano Nacional de Leitura desafiou os leitores de várias línguas ou de diferentes áreas onde se fala Português, a ler na nossa língua – “Ler em vários sotaques”. Aqui ficam algumas dessas[…]

  • Hora do conto

    May 10, 2022

    Hora do conto Hora do Conto com a Professora Isabel Pinho: “Amélia quer um cão”. Construção de um cão com material reciclado e atividade PEM – Os animais e a saúde pública – sensibilização da médica veterinária Drª Vera Marques e registo da atividade[…]

  • Narrativas gráficas

    May 3, 2022

    Narrativas gráficas A exposição das narrativas gráficas e dos marcadores de leitura elaborados pelos alunos dos três agrupamentos de S. João da Madeira já está patente na galeria da Biblioteca Municipal da nossa cidade. Vem visitá-la e ver o trabalho dos nossos[…]

 
 
 

Portal do AESL

logotipo ESCOLA EMAIL