No final de cada ano letivo, os alunos deixam, nos caixotes do lixo ou nuns caixotes guardados num sótão velho, os manuais que já não querem ou de que já não necessitam. Este projeto visa sensibilizar toda a comunidade escolar para a valorização e reaproveitamento de manuais escolares e pretende promover boas práticas de responsabilidade social, diminuir as despesas da família com a educação e garantir perspetivas ecológicas, contribuindo para a promoção do ambiente, nomeadamente no que diz respeito no combate ao desperdício.

(Em "continuar" podes ficar a conhecer melhor o projeto e o seu regulamento.)

Projecto "Agora é teu!" – banco de manuais escolares

"Na véspera do início de cada ano letivo, a frase mais ouvida parece ser: "Tens livros para emprestar?" Apesar disso, a troca de manuais escolares em Portugal ainda é uma prática muito pouco comum e da qual muitas escolas se demitem. Mesmo assim, na altura de gerir o orçamento para fazer face às despesas do ano letivo, a maior parte das famílias portuguesas ainda enfrenta um problema, que poderia ser atenuado se a reutilização de livros fosse uma prática corrente e fomentada pelas escolas," JN, agosto de 2009.

 

No final de cada ano letivo, os alunos deixam, nos caixotes do lixo ou nuns caixotes guardados num sótão velho, os manuais que já não querem ou de que já não necessitam. Este projeto visa sensibilizar toda a comunidade escolar para a valorização e reaproveitamento de manuais escolares e pretende promover boas práticas de responsabilidade social, diminuir as despesas da família com a educação e garantir perspetivas ecológicas, contribuindo para a promoção do ambiente, nomeadamente no que diz respeito no combate ao desperdício.

À semelhança da iniciativa de sucesso levada a cabo no final do ano letivo transato, esta escola decidiu continuar com o projeto de recolha e redistribuição de manuais escolares usados, do 5º ao 12º ano, afirmando-se como um contributo importante para a valorização do processo de ensino e aprendizagem, essencial para a construção de uma sociedade mais unida e solidária. Dar e receber de volta é, afinal, uma maneira de apoiar e ser apoiado e, simultaneamente deixar uma marca na proteção do ambiente.

Assim sendo, pede-se a todos os elementos da comunidade escolar, que possuam manuais escolares (adotados pela nossa escola) em condições físicas e pedagógicas de reaproveitamento, que os ofereçam à nossa escola para que possam vir a ser reutilizados por outros alunos, e pelos próprios, no próximo ano letivo.

Os manuais escolares deverão ser entregues na biblioteca ou junto ao PBX da nossa escola, ao cuidado da professora Dina Paiva, até ao dia 29 de Julho de 2014.

A apresentação de pedidos para aquisição de manuais usados dará início logo após afixação das listas das turmas. Deverá ser apresentado, nos serviços administrativos (SASE), um pedido por escrito, com nome do discente, ano e turma em que se encontra inserido no próximo ano letivo.

O regulamento de utilização pode ser consultado na página da escola (manuais).

Contamos contigo para que tu possas sempre contar connosco!

ESCOLA SECUNDÁRIA SERAFIM LEITE

BANCO DE MANUAIS (e outros recursos educativos) USADOS

Regulamento de utilização

1. OBJECTIVOS DO BANCO

a) Apoiar as famílias da comunidade escolar do concelho.

b) Diminuir o desperdício de papel e de recursos educativos.

c) Promover uma atitude de maior responsabilidade na utilização destes recursos, bem como a solidariedade entre os agregados familiares dos alunos.

2. RECOLHA DOS MANUAIS USADOS E SUA INVENTARIAÇÃO

2.1. Nos últimos trinta dias do terceiro período de cada ano lectivo, será efectuada junto dos encarregados de educação de cada turma uma campanha de sensibilização para adesão ao banco de manuais e recursos educativos usados.

2.2. Só poderão ser disponibilizados manuais e recursos que se encontrem em condições físicas e pedagógicas de reutilização. No caso dos manuais escolares, apenas poderão ser disponibilizados aqueles cuja edição seja a adoptada ou posterior a essa.

2.3. Os manuais e recursos que preencherem as condições do ponto anterior serão inventariados em registo próprio, organizados por nível e disciplina e acondicionados em local inacessível ao público nas instalações da biblioteca escolar. Não dispondo a escola de meios logísticos para operacionalizar a devolução de manuais que não reúnam as condições físicas e pedagógicas referidas, serão os mesmos encaminhados para a reciclagem.

2.4. Será tornada pública no átrio da escola a lista dos manuais recolhidos, até à afixação das listas das turmas, a partir da qual se iniciará o prazo de oito dias úteis para apresentação de pedidos.

2.5. A lista dos pedidos deferidos será publicada no átrio da escola nos dois últimos dias úteis de Julho.

3. REUTILIZAÇÃO DOS MANUAIS

3.1. A redistribuição dos manuais será efectuada mediante a ordem de entrada dos respectivos pedidos. Essa redistribuição terá lugar na biblioteca na primeira semana de Setembro do ano letivo subsequente.

3.2. Cada manual será redistribuído mediante uma caução de 3 (três) euros, montante que ficará nos Serviços Administrativos à guarda da tesoureira dos Serviços Administrativos da escola. Caso falte ao manual algum suporte pedagógico adicional (fichas de actividades e de exercícios, entre outros recursos), esta quantia poderá ser reduzida em importância a definir pelos responsáveis do projeto.

3.3. Para formalização do procedimento referido no ponto anterior, será preenchida em duplicado uma ficha própria, devendo o encarregado de educação conservar em seu poder o comprovativo que lhe for entregue para efeitos de posterior devolução da caução.

4. DISPOSIÇÕES FINAIS

4.1. Não serão devolvidas as cauções depositadas nas seguintes condições:

a) Quando o manual não se encontre em estado de reutilização;

b) Quando, extraviado o documento comprovativo referido no ponto 3.3, não for possível apurar a legitimidade do pedido em causa;

c) Quando o acto de devolução do manual não se efectuar nos dez dias úteis imediatamente posteriores ao término das actividades lectivas.

4.2. O montante das cauções não devolvidas reverterá para o fundo da biblioteca da escola e destinar-se-á a reforçar o seu acervo documental.

4.3. Competirá ao docente bibliotecário e à co-organizadora da actividade:

a) A organização e registo de todos os processos administrativos previstos no presente regulamento, que para o efeito solicitará à Direcção da escola os recursos humanos e materiais necessários, nomeadamente fotocópias, espaços físicos para acondicionar os manuais e auxiliar(es) de ação educativa, entre outros.

b) A apresentação, ao Conselho Pedagógico, de eventuais propostas de alteração do presente regulamento.

 


Blogue da Biblioteca Escolar

  • Plataforma LER

    Sep 16, 2020

    Plataforma LER O Plano Nacional de Leitura (PNL2027) e a Fundação Belmiro de Azevedo – EDULOG – lançam publicamente a Plataforma LER – Leitura e Escrita: Recursos, numa sessão online, no dia 22 de setembro, às 15:00h.O programa e outras informações poderão ser consultados no portal no[…]

    Read more...
  • Fotografias da Matilde Bessa para o concurso

    Jul 24, 2020

    Fotografias da Matilde Bessa para o concurso A Matilde Bessa do 6.ºB também participa no concurso Fotografa Livros da Biblioteca. As fotos estão espetaculares! Boa, Matilde! Continua a olhar para os livros com esta imaginação! E se a imaginação é tão boa é porque também és uma[…]

    Read more...
  • Receit@r: O Coração e a Garrafa de Oliver Jeffers

    Jul 18, 2020

    Receit@r: O Coração e a Garrafa de Oliver Jeffers O Dinis Costa, o Pedro Bento e o Francisco Ferreira, do 5.º ano, os nossos médicos de leitura especialistas no problema “Não Saber as Coisas” sugerem a leitura do livro O Coração e a Garrafa de Oliver Jeffers.Segundo os nossos[…]

    Read more...
  • Serviço Nacional de Terapia da Leitura sempre em ação

    Jul 17, 2020

    Serviço Nacional de Terapia da Leitura sempre em ação O SNTL continua a trabalhar e a receit@r a leitura todos os dias para poder curar as maleitas que nos atingem. Desta vez, os alunos Diva, João e Soraia, do 5.ºA, preocupados com o problema da falta de solidariedade e[…]

    Read more...
  • Marcar a Leitura com o 12B

    Jul 16, 2020

    Marcar a Leitura com o 12B Os livros são sempre bons companheiros e a leitura é sempre um momento de evasão prodigioso numa altura em que o desconfinamento ainda é um cenário a ter sob vigilância. Os alunos do 12.ºB criaram marcadores para, com muito estilo,[…]

    Read more...

Memórias da Serafim

  • Os finalistas de 1972/73

    Sep 23, 2020

    Os finalistas de 1972/73

    Read more...
  • Os livros de finalistas

    Sep 22, 2020

    Os livros de finalistas Estas publicações anuais eram excelentes registos para memória futura das realizações culturais levadas a cabo e, ao mesmo tempo, indeléveis assentamentos dos nomes e faces das gerações que passavam pela escola. No exemplar que agora se digitaliza, cuja oferta muito[…]

    Read more...
  • Os deveres do aluno

    Sep 14, 2020

    Os deveres do aluno No tempo do Estado Novo os deveres do alunos eram bem divulgados. Da ficha dos alunos constava a lista que se mostra. Atuais, ou não, eis um registo numa caderneta de um aluno que se extraiu do excente facebook dos[…]

    Read more...
  • As Fichas

    Sep 14, 2020

    As Fichas De uma escola se espera recolha de dados permanente. Em outras eras as coisas eram mais românticas, mais palpáveis. Hoje as fichas foram substituídas por tabelas exel, mais completas mas também mais assépticas. Aqui ficam dois exemplos, devidamente ocultados, porque[…]

    Read more...
  • A Rita

    Jun 29, 2020

    Querida Serafim Leite,Acabou…Acabou o tempo de caminhar todos os dias pelo teu chão, o tempo de sentir a tua alegria por entre as paredes. Acabou o tempo de receber, dentro de ti, os melhores abraços e os mais sábios conselhos.[…]

    Read more...

Por aqui...

Temos 23 visitantes e 0 membros em linha