A visita de estudo, “Horizontes literários e científicos sob o olhar das turmas do 9º ano”, realizada no dia 27 de abril, foi proposta pelas docentes de Português, Dina Sarabando, de Ciências Naturais, Rosa Pinho, e de Física e Química, Susana Oliveira, no âmbito das matérias lecionadas nas suas disciplinas, neste ano letivo.


As visitas de estudo permitem-nos aprofundar os nossos conhecimentos sobre várias temáticas/conteúdos lecionados e enriquecer a nossa bagagem cultural e científica através da exploração de diferentes espaços de identidade nacional.
Neste caso, relativamente aos conteúdos de Português, permitiu-nos aprofundar os conhecimentos sobre a história do nosso país, a vida e obras dos autores trabalhados nas aulas do segundo e terceiro períodos, Gil Vicente e Camões. Na disciplina de Física e Química, as propriedades dos diferentes materiais e da luz e, na disciplina de Ciências Naturais, o contacto com a natureza.
Esta visita foi concretizada através da visita ao Pavilhão do Conhecimento, ao Mosteiro dos Jerónimos e da representação da peça de teatro “Auto da Barca do Inferno”, assim como da exploração ao Padrão dos Descobrimentos.


Expectativas sobre a Visita de Estudo


As expectativas para esta visita de estudo eram muitas! As visitas de estudo são do nosso agrado, pois permitem-nos aprofundar os nossos conhecimentos sobre as matérias de estudo e visualizar os conteúdos abordados de uma outra forma. São, também, um momento de convívio entre todos os alunos e os docentes acompanhantes.
Esta visita de estudo foi realizada em conjunto com a turma do 9.º A da nossa escola, logo, tornou-se uma oportunidade de nos conhecermos melhor, convivermos e estabelecermos/aprofundarmos laços de amizade.
Quando recebemos o guião para a visita de estudo, pudemos, desde logo, visualizar os locais a visitar e o que lá podíamos vivenciar.

Descrição dos locais visitados e das atividades realizadas

Logo pela manhã e bem cedo, 6h00, saímos da escola com destino à cidade de Lisboa, à nossa capital. No autocarro, seguiam os alunos das turmas do 9.º A e 9.º B, como já referido, os quais aguardavam, com grande expectativa, esta visita, já anunciada há bastante tempo.
Pelas 9h45, chegámos à cidade de Lisboa, nomeadamente ao Parque das Nações. Este situa-se junto à margem do rio Tejo e tem uma paisagem envolvente fantástica!
Na visita ao Pavilhão do Conhecimento, pudemos observar uma exposição/demonstração no âmbito da Física, curiosidades sobre as propriedades dos materiais e da luz. Posteriormente, visualizámos a exposição sobre o jogo/filme/desenho animado “Angry Birds” e explorámos os vários jogos e atividades relacionados com o mesmo.
A visita ao Pavilhão do Conhecimento decorreu num ambiente fantástico, de olhos bem abertos, e nem demos pelo tempo passar, uma vez que esta foi muito interativa, saciando imensas curiosidades.
No fim da visita ao Pavilhão do Conhecimento, deslocámo-nos para o Jardim do Império, em frente do Mosteiro dos Jerónimos, para almoçarmos. Durante o “picnic”, pudemos conviver e partilhar os nossos farnéis. Na minha opinião, acho que foi um momento para criar laços entre os alunos das duas turmas, estabelecendo amizades muito positivas.
Pelas 15h30, dirigimo-nos para o Mosteiro dos Jerónimos, a nossa última aventura do dia! O Edifício do Mosteiro dos Jerónimos foi mandado construir em 6 de janeiro de 1501 e os seus arquitetos foram João de Castilho, Diogo Boitaca, Nicolau de Chanterene, Diogo de Torralva e Jerónimo de Ruão. O mesmo contém os sepulcros de várias personalidades importantes da nossa História, nas suas diversas vertentes, como, por exemplo, Vasco da Gama (grande navegador da época dos Descobrimentos), D. Manuel I (Rei de Portugal, responsável por mandar construir o Mosteiro no séc. XVI), Luís de Camões (escritor da única epopeia portuguesa, “Os Lusíadas”), Fernando Pessoa (grande escritor português) e Alexandre Herculano (historiador e escritor da época romântica). Durante a visita, pudemos observar, minuciosamente, o edifício e, como referido anteriormente, os sepulcros lá existentes.
O Mosteiro dos Jerónimos encontra-se classificado como Monumento Nacional desde 1907 e, em 1983, foi classificado como Património Mundial pela UNESCO, juntamente com a Torre de Belém. A 7 de julho de 2007, foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal.
Neste esplêndido monumento, tivemos a oportunidade de assistir a uma peça de teatro da autoria de Gil Vicente, o “Auto da Barca do Inferno”, que constituiu uma abordagem diferente da obra com a particularidade de ter sido apresentada nos claustros do mosteiro, uma ideia, sem dúvida, original. Eu adorei e penso que também foi do agrado dos meus colegas!
Pelas 17h00, era chegado o momento de regressarmos. Tinha chegado ao fim a nossa missão por terras lisboetas.
Por fim, pelas 21h00, chegámos à nossa escola, exaustos mas felizes, por esta nova e inesquecível visita. Foi um dia em cheio!

Conclusão


Esta e outras visitas de estudo permitem-nos alargar os nossos horizontes, completar e aprofundar os nossos conhecimentos e aprendizagens e, por isso, só temos de agradecer às nossas professoras por nos possibilitarem estas novas experiências que nos fazem crescer.
O balanço da visita de estudo é francamente positivo e o ambiente entre todos foi espetacular.
Considero que esta visita de estudo foi bem organizada, dinâmica, interativa e completa pelo facto de ter envolvido os conteúdos das diferentes disciplinas.
Ficamos à espera das próximas! No 10.º ano…

Duarte Brito (9.º B)

 

Para veres todas as fotos dos dois álbuns, clica em:

Auto da Barca do Inferno

 

Pavilhão do Conhecimento

 

AN 9º auto

 

AN 9º Pav