Entre os dias vinte e vinte e cinco de outubro, quatro alunos e dois professores da nossa escolaviajaram até à República Checa, graças ao projeto Erasmus+ “Girls with Boys are Programming in Europe”. O principal objetivo deste projeto é não só envolver mais as raparigas na área da informática e da programação, como também aumentar o nível de competências no campo das Tecnologias, que ajudam a aumentar as qualificações profissionais. A delegação serafina era composta pelos alunos Marisa Alves, Sofia Paiva, Jorge Correia e Pedro Duarte, acompanhados pelos professores João Paulo Barros e António Ferreira.


Este projeto foi coordenado por uma escola da República Checa do qual são parceiros vários outros países, como Agrupamento de Escolas Dr. Serafim Leite de S. João da Madeira (Portugal), Fjolbrautaskoli Nordurlands vestra (Islândia), IES Playmar (Espanha) e o Istituto d'Istruzione Superiore G. Peano - C. Rosa" (Itália).
Durante estes dias, quatro alunos de cada país tiveram a grande oportunidade de conhecer vários locais da República Checa(como Nový Ji?ín, Ostrava e Macocha), realizar vários workshops focados na área das tecnologias ( principalmente programação e modelagem 3D). As delegações ficaram alojadas em casas de alunos da escola coordenadora do projeto.

 

A nossa estadia em Nový Jicín e a viagem a Ostrava


Como não podia faltar, realizamos uma visita aos pontos mais importantes da cidade de Nový Jicín sendo eles a praça, o museu dos chapéus (concorrente a S. João da Madeira), a torre local, de onde se tem uma bela vista da cidade. Para além destes pontos importantes da cidade, tivemos o privilégio de conhecer os representantes locais da cidade.
Uma das outras cidades que pudemos visitar foi Ostrava. Nesta cidade participamos num workshop de Javascript, outra linguagem de programação, numa grande empresa chamada Tieto. Neste workshop os alunos tentaram recriar um jogo chamado Pong, videojogo criado em 1972.
Na universidade de Ostrava assistimos a três apresentações, uma sobre a universidade, outra sobre impressoras 3D que trabalham com plástico e outra com metal. Conseguimos andar numa bicicleta que foi criada numa impressora 3D que trabalha com plástico. Os últimos locais visitados em Ostrava foram a torre do centro da cidade, uma torre alta onde é possível ter uma excelente vista de quase toda a cidade, e o centro comercial Karolina, um centro comercial enorme que existe na cidade.
Para comprovar que o projeto foi realizado, recebemos os respetivos certificados, na Câmara Municipal de Nový Jicín, entregues pelo presidente da câmara.
Participamos, ainda, num workshop 3D e criamos uma placa com o nosso nome que, posteriormente, foi criada numa impressora 3D da escola e entregue aos respetivos alunos. Para além disso, fomos até ao Walk in the Sky , uma construção no topo de uma montanha que tem uma esplêndida vista das outras montanhas. Com o intuito de provar um doce típico do país, viajamos até Stamberg onde pudemos ver um pasteleiro a fazer as chamadas orelhas de Stamberg.


A despedida


Na quinta feira, dia 24, o único sentimento era já agridoce só de pensar que esta experiência não tardava a acabar. No entanto, não deixamos que isso afetasse o nosso dia. Após uma viagem de duas horas de autocarro, o grupo chegou a Macocha, com o intuito de visitar as Cavernas de Punkva, um paraíso subterrâneo de formações minerais. Depois de uma caminhada pela floresta que antecede as grutas, visitámos grandes espaços subterrâneos e passagens decoradas com estalactites e estalagmites, percurso seguido por um passeio de barco a motor ao longo do rio subterrâneo Punkva. Ainda antes do almoço, andamos de funicular até ao cimo de uma vista fantástica para depois chegarmos ao restaurante, onde comemos um prato tradicional checo, Svícková. De novo dentro do autocarro, chegámos a Olomouc onde tivemos oportunidade de vaguear por uma cidade desconhecida, num belo final de tarde. E, para acabar o dia, não havia melhor do que um serão de bowling, onde pudemos conviver uma última vez com os nossos amigos internacionais. Foi realmente a melhor despedida possível!
Para além das inúmeras atividades fornecidas pelo programa, de experimentamos a comida da República Checa, conhecemos um pouco a cultura do país e também pudemos divertir-nos com os jovens checos e as famílias que nos acolheram. Foi uma experiência inesquecível, a todos os títulos, tanto na vertente da aprendizagem, como no conhecimento do país e do convívio entre alunos de várias nacionalidades.

Os alunos Marisa Alves, Sofia Paiva, Jorge Correia e Pedro Duarte

 

AN GRUPO

 

an RCheca diplomas

 

AN Rep ch1

 

AN Rep ch2

 

AN Rep ch3

 

AN Rep ch5