TESTEMUNHOS

Na senda do seminário dinamizado pela Assembleia da República, subordinado aos 25 anos de existência do «Parlamento dos Jovens», no pretérito dia 1 de fevereiro, ao qual assistiram alguns alunos do nosso Agrupamento, os mesmos não deixaram de dar o seu testemunho, tendo em conta a sua participação não só neste evento, mas também no projeto nacional.

 

Tive o privilégio de assistir, através da página do Facebook do «Parlamento dos Jovens», ao Seminário: “Os desafios do «Parlamento dos Jovens» na idade adulta”. No geral, todos os painéis foram interessantes e todos os participantes afirmaram e reafirmaram a importância de se escutar a voz dos jovens, considerando que envolver os jovens num projeto como o «Parlamento dos Jovens» constitui um preditor do seu envolvimento na vida política e ativa, no futuro. Se queremos um país caracterizado por uma ampla participação democrática, este projeto é, na minha opinião, um dos mais importantes.
Foi, igualmente, interessante ouvir a Dr.ª Julieta Sampaio, fundadora do programa «Parlamento dos Jovens», contar a história de como este projeto teve o seu início e como chegou até aos dias de hoje. Em 1995, ano em que o projeto começou a ser desenvolvido, a Dr.ª Julieta afirmou que havia muitas dúvidas em relação aos seus objetivos, falando-se da “instrumentalização dos jovens”. No entanto, a senhora, sensível à formação dos jovens, não desistiu e, hoje, o «Parlamento dos Jovens» é um grande sucesso.
Gostei de ouvir alguns relatos da professora que, há muitos anos, dinamiza este projeto na sua escola, principalmente quando mencionou episódios relacionados com o projeto, de forma emocionada. A professora dizia: “todos os anos digo que é o último, mas, no ano seguinte, lá estou novamente a dinamizar o projeto”. Foram destacadas viagens, contactos com outras pessoas e, até, momentos caricatos que marcam a vida das pessoas. Tudo isto se deve ao projeto «Parlamento dos Jovens». De entre os participantes, reconheci o senhor deputado Dr. Porfírio Silva, que já esteve em sessões na Serafim Leite. Intervieram, ainda, entre outros, Eduardo Ferro Rodrigues, Presidente da Assembleia da República; Maria Begonha, Coordenadora do Grupo de Trabalho – «Parlamento dos Jovens»; e o senhor Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.
Finalmente, saliento o facto de terem programado a intervenção de alguns jovens, que participaram no projeto, para darem o seu testemunho, mas considero que, sendo um programa dedicado aos jovens, teria sido mais vantajoso terem dado a palavra a mais jovens ou que estes pudessem ter intervenções mais alargadas.

Maria João Santos | 11.ºA

 

Previamente, antes de assistir ao seminário “Os desafios do «Parlamento dos Jovens» na idade adulta”, considerava que a parte pela qual mais me iria interessar seria o debate. No entanto, tenho de realçar os testemunhos dados pelos diversos intervenientes, os quais me fizeram refletir sobre diversos assuntos e me mostraram que ainda há quem se interesse pela opinião juvenil.

José Santos |12.º A

 

Tive a oportunidade de participar neste seminário, no qual foram celebrados os 25 anos de um projeto que dá voz a tantos jovens, o «Parlamento dos Jovens», e de que me orgulho imenso de participar. Foi um evento bastante interessante, principalmente quando a professora Julieta Sampaio contou a história da formação deste projeto, que era desconhecida de muitos. Agradeço a oportunidade de participação nesta excelente iniciativa.

Bernardo Fonseca |10.º A

 

O seminário «Os desafios do “Parlamento dos Jovens” na idade adulta» foi bastante interessante graças à perspetiva dos diferentes oradores. Gostei, particularmente, de ouvir o testemunho da criadora do projeto e a sua luta, para que este nascesse e tivesse continuidade, bem como a opinião de uma professora dos Açores que contou certos episódios, ao longo de diferentes participações no projeto.
Outra intervenção cativante foi a do professor Alexandre Quintanilha que focou, também, outros temas, para além do projeto, mas sempre realçando o papel dos jovens na sociedade e no Mundo.

Sofia Paiva |12.ºB

 

No âmbito da comemoração do 25.º aniversário do programa «Parlamento dos Jovens», a Assembleia da República organizou um seminário. Nele, consegui perceber o quanto os jovens são importantes para a democracia e para o nosso país e a importância que um deputado pode ter na vida dos jovens, influenciando-os a envolverem-se na política e a importarem-se mais com assuntos nacionais e europeus, sobretudo, atuais.

Maria João Soares |12.ºA

 

Para mim, foi difícil perceber tudo o que foi dito, mas, do que percebi, achei um programa interessante e inspirador que meu deu vontade de continuar a participar no «Parlamento dos Jovens».


Dinis Costa|6.º B

 

Eu tive apenas oportunidade de assistir ao primeiro painel que consistiu, essencialmente, em mostrar a importância do «Parlamento dos Jovens», na vida dos participantes, e o longo percurso por que este teve de passar até chegar aos dias de hoje. Tivemos o prazer de ouvir a fundadora, Julieta Sampaio, que, pessoalmente, me inspirou muito, pois nunca desistiu de levar este sonho, chamado «Parlamento dos Jovens», até ao fim - sem dúvida que é um exemplo de resiliência. Também ouvimos outros testemunhos apaixonantes e caricatos sobre o que é viver este projeto e o quão importante este é para incentivar a criação de soluções, vindas dos jovens, para problemas de extrema importância na sociedade, como, por exemplo, o clima e a desigualdade de género.
Gostei imenso do painel, pois inspirou-me a continuar envolvida no projeto, a nunca abrir mão dos meus sonhos e, particularmente, achei interessante podermos ouvir diferentes pontos de vista de gerações completamente diferentes, representando muito bem o prazer e a emoção envolvidos em torno do «Parlamento dos Jovens».

Diana Cardoso |12.º A

 

Neste seminário, achei que foram abordados temas bastantes interessantes e que devem receber o seu mérito e interesse, independentemente das idades. Reparei que, a partir do número de participantes, há cada vez mais pessoas (adultos e adolescentes) que se interessam por este projeto, que propõe o desenvolvimento de temas da política e outros importantes do nosso dia a dia. Gostei, também, da igualdade que houve na participação dos vários elementos, como mulheres, idosos e adolescentes mas, principalmente, do trabalho e da dedicação que depositaram nesta reunião com o intuito de nos mostrarem o valor deste programa que já faz parte de nós.
Fiquei com uma expressão marcada na minha memória, embora já nem me recorde do seu autor: «os verdadeiros mestres não ensinam nada para nós dependermos deles, mas, sim, ensinam-nos a ser independentes», ou seja, devemos ser autodidatas e mostrar sempre empenho nas situações em que nos envolvemos. O «Parlamento dos Jovens» tem sido um desses exemplos.

Tiago Anjos |12.º A

 

Achei este seminário muito interessante! Considero que foi muito relevante referir que o número de participantes, este ano, aumentou imenso, concluindo-se, assim, que o projeto está a ser partilhado por um maior número de pessoas.
Gostei muito que os convidados/palestrantes fossem de várias faixas etárias e não só uma, como é habitual neste tipo de iniciativas. O discurso da fundadora do programa foi muito inspirador, ensinando que, apesar do percurso ter sido árduo e cheio de dificuldades, não desistiu e nós também não o devemos fazer, mas persistindo rumo aos nossos ideais. Além disso, este projeto é a prova de que é possível conseguir aquilo que queremos e por que lutamos. Importante referir, também, que o «Parlamento dos Jovens» estimula a curiosidade, a imaginação e a criatividade, como referiu o professor Alexandre Quintanilha, e é um meio para se debaterem assuntos atuais, tais como as alterações climáticas e as desigualdades sociais e de género.

Ana Beatriz Machado |12.º A

 

Relativamente ao seminário a que assisti, que comemorou os 25 anos do «Parlamento dos Jovens», compreendi que a democracia está ao alcance de todos e, como a professora da Escola Secundária Antero de Quental, nos Açores, Fernanda Jerónimo, e representante dos professores, disse: "Falar de política é falar de si". Tal como ela, todos os deputados e ou convidados (Tiago Manuel Rego, Presidente da Federação Nacional das Associações Juvenis; Porfírio Silva, deputado investigador; Cristina Oliveira, Laura Assunção Silva - da Escola Básica e Secundária Doutor Ângelo da Silva, na Madeira) declararam, a política não deve ser assustadora e dogmática. Todos devemos ser intervenientes, na nossa democracia, e nunca devemos ter vergonha das nossas convicções, travando as nossas lutas no «Parlamento dos Jovens».
Falando em luta, uma exposição que me marcou bastante foi a da ex - deputada Julieta Sampaio, fundadora do programa «Parlamento dos Jovens». Esta mostrou a sua gloriosa e incessante luta, revelando que este projeto abre horizontes e que todos juntos podemos realizar feitos incríveis, como os que esta empoderada deputada o fez, salvando, com a ajuda de outras pessoas envolvidas, dois jovens, um de Angola e outro de Moçambique. Estes vinham mutilados e conheceram, finalmente, o que é viver em democracia e, consequentemente, foram acarinhados, ainda quando o “Parlamento dos Jovens» era denominado “A Escola e a Assembleia”.
Todos os participantes no evento, desde pessoas de renome até às mais novatas (Tiago Gomes, Íris Bagueiro, Sara Silva, João Silva, Tomás Elias, Mariana Alves, Édi Dias, Rita Lucas, Vasco Marrocano, António Félix, César Santos, Carolina Soares, Manuel Ruiz, Mariana Jesus, Rúben Patrocínio, Catarina Saca, Sara Miguel e Simona Blosenco) foram importantes, para que este seminário fosse um sucesso.
Espero que, para além destes 25 anos, se agreguem cada vez mais anos recheados de debates e exposições fortes e cheias de verdades, como tem sido até hoje. Este é o meu voto!

Neuza Silva |12.ºB

 

O que retive deste momento? Várias frases inspiradoras sobre este projeto:
* de Laura Silva - “É um projeto que abriu um debate político respeitado por todos”; O melhor caminho é a democracia”; “É a defesa dos valores democráticos que passam de geração em geração”; “A nossa voz é ouvida e faz-se ouvir”;
* de Rita Saias – “Um debate de ideias com ideias”;

* de Tiago Rego – “É um movimento nacional de cidadania”.

Gostei, sobretudo, do vídeo alusivo aos 25 anos do “Parlamento dos Jovens”. Na minha opinião, este seminário tornou-se mais interessante e interativo a partir da participação dos estudantes e deputados, tendo sido úteis as informações relativas ao projeto para um melhor conhecimento do mesmo. Dei um destaque bastante positivo às perguntas feitas pelos alunos, as quais considerei muito pertinentes.


Inês Cruz |7.ºB

 

logo 25anos testemunhos

 

todos1

Ana Beatriz Machado, Bernardo Fonseca, Diana Cardoso, Dinis Costa, Inês Cruz, José Pedro, Maria João Santos, Maria João Soares, Neuza Silva, Sofia Paiva, Tiago Anjos

 

convite programa seminario 1 fev 2021 2

 

convite programa seminario 1 fev 2021 1

 


Blogue da Biblioteca Escolar

  • Ulisses na campanha Miúdos a Votos

    Mar 2, 2021

    Ulisses na campanha Miúdos a Votos O Bruno, o Leandro e a Leonor, do 8.ºC, estão a fazer campanha pelo livro “Ulisses” de Maria Alberta Meneres. Para estes alunos, “Ulisses” é o livro mais fixe! Se concordas com eles, vota em “Ulisses” de Maria Alberta Menéres!

    Read more...
  • Vota A Lua de Joana – Miúdos a Votos

    Feb 25, 2021

    Vota A Lua de Joana – Miúdos a Votos A campanha do Miúdos a Votos continua! A Maria Gomes e a Ana Matos, do 8.ºC, fazem campanha pelo livro “A Lua de Joana” de Maria Teresa Maia Gonzalez. Os cartazes já andam a circular! A Maria e a Ana[…]

    Read more...
  • Vote no concurso “Poster D-Noses”

    Feb 25, 2021

    D-Noses é um projeto internacional que visa contribuir para que sejam encontradas soluções para o problema da poluição provocada por odores. Os nossos alunos elaboraram cartazes para este concurso que estão agora a votação. Para votar nas propostas em concurso[…]

    Read more...
  • Campanha Miúdos a Votos

    Feb 23, 2021

    Campanha Miúdos a Votos Começou a campanha de apoio aos candidatos para a votação nos livros mais fixes! O primeiro candidato – “Harry Potter e o Cálice de Fogo” de J.K. Rowling já tem a campanha no ar!A Inês Costa e a Sara Bilhoto,[…]

    Read more...
  • Dia Internacional da Língua Materna

    Feb 22, 2021

    Dia Internacional da Língua Materna Hoje comemora-se o Dia Internacional da Língua Materna. O tema deste ano é “Fomentar o multilinguismo para a inclusão na educação e na sociedade”. “Através deste dia, pretende-se sublinhar a importância e as vantagens da diversidade cultural e linguística em[…]

    Read more...

Memórias da Serafim

  • O madeiras

    Mar 4, 2021

    Onde o autor discorre mui pertinente sobre o amor. Madeiras e fogos são combustão da juventude, diz o mesmo. E onde romantismo, moçoila e churrascaria rimam consonantes.Qualquer turma é um microcosmos misterioso e dificilmente previsível. E o seu lugar mágico[…]

    Read more...
  • “VIVÁSOBRAS!”

    Mar 3, 2021

    Margarida Negrais de Matos  Ano lectivo 2007/08 A todos os que lerem, e aos outros também: Muito, mas muito, agradecemos a colaboração da professora Margarida com esta crónica… e as seguintes. Que sirva, também, para incentivo a que outros deem[…]

    Read more...
  • Quem, agora, não sentiria a falta do Centro Multidisciplinar Interativo (CMI)?

    Mar 2, 2021

    Quem, agora, não sentiria a falta do Centro Multidisciplinar Interativo (CMI)? fotos e legendas de Paulo Duarte Antes de haver o auditório do CMI e o seu anfiteatro exterior, havia erva por tratar, um lampião e uma escada pouco necessária…Tantas árvores sacrificadas — teve de ser… As primeiras  bancadas da sala[…]

    Read more...
  • Grafito de 2013

    Mar 2, 2021

    Grafito de 2013 “No passado dia 30 de Maio, estive presente na escola Secundária DR.Serafim de Leite pintar um mural. Apresentei-me, desde quando comecei a pintar (graffiti), vários tipos de traço, latas, um pouco de mim. Sei que muita coisa fica por dizer[…]

    Read more...
  • Dia da Força Aérea

    Feb 27, 2021

    Dia da Força Aérea O evento/ acção, 29 de junho de 1993, consistiu numa demonstração de pára-quedismo pelos militares da Base Aérea de São Jacinto, com aterragem balizada do helicóptero e depois dos paraquedistas, lançados a aprox. 1000 metros de altitude, no recreio nascente/[…]

    Read more...

Por aqui...

Temos 22 visitantes e 0 membros em linha